O preço do amanhã

Já imaginou viver seus 25 anos e parar de envelhecer? Este é o começo do filme: " O preço do amanhã" O que para mim é uma sátira ao nosso querido tempo! Chegando aos 25 anos o seu "relógio" começa, então você passa a viver em função dele, o dinheiro em circulação, sua vida, basicamente tudo é em função do tempo que você tem e tenta ganhar em/para seu relógio.


Os ricos vivem para sempre, sem pressa por ter bastante tempo em seus relógios, já aqueles que não tem tanta "sorte" assim, tenta fazer ao máximo para que seu tempo dê para tudo, correm literalmente para que o tempo não se acabe rápido. Caso o seu relógio zere, é o fim da sua vida!


Em meio a esta correria toda Will Salas (Justin Timberlake) conhece um cara com 1 século, o qual dá a ele dizendo que ele deveria cuidar do seu tempo, Will atravessa as "zonas de tempo" afim de "pegar o que foi tirado" do seu povo, conhecendo assim Sylvia Weis (Amanda Seyfried), quem ele faz de refém. no começo ela não gosta, como qualquer pessoa sequestrada, mas aos poucos os dois vão se envolvendo e ela acaba ajudando  a pegar os tempos de seu pai, pois "não é roubo, roubar o que já foi roubado"

 Cinema ou não, o tempo é o nosso carro chefe, sempre estamos correndo, enlouquecendo por que se fizemos tal coisa não teremos tempo para outra, algumas pessoas acabam deixando de viver por causa deste tempo! Nisto o filme retrata bem, o povo corre para todos os lados esperando que o seu tempo não acabe, tudo sobe, pois sabem que nem todos terão tempo de ter, então iram morrer, os ricos, bom, estes vivem como na realidade, sem pressa, usufruindo daqueles que morreram, curtindo a "imortalidade" pois seu tempo não acabará!
O bom da realidade é que se este relógio esgotar não iremos morrer como no filme, mas será o choque de: "ei, não posso viver assim, vamos recomeçar da melhor maneira". Meu tempo? Ele ainda está só começando, tento gasta-lo no necessário e nada mais. Ah, quanto ao filme, vale muito apena assistir!


0 comentários :