Ao cair das mascaras


                   Quando tudo parece normal, quando todos parecem realmente ser quem são, vem a vida te dá uma rasteira e diz para você: Acorda nem tudo é o que aparenta ser! A pior decepção é se dar conta que quem sempre veio para você rindo, brincando e com as aparentes "melhores intenções" se mostra ser como a segunda cobra mais venenosa do mundo; uma Naja!
                    Quando a vida lhe mostra que ela estava a envenenar todos os seu redor, isso custa a lhe parecer verdade você luta consigo para entender e assimilar todas as informações e quando a bendita "ficha" cai, caramba, você nem imagina como é a dor da decepção e o pior é que tal pessoa ainda tenta de maneiras contrarias lhe fazer ficar ao lado dela, mas infelizmente as mentiras se encontram as verdades surgem e quando encurraladas elas fogem, como cobrar acoitadas no meio da vegetação. E ficam em meio as folhagens soltando gotas do seu veneno para que os outros fiquem contra você. Sinto muito mais estou vacinada! E nenhum mau feito por tal poderá me atingir, garanto que jamais imaginaria isto de alguém como ela era para mim, ouvir colocar defeitos onde não tinha em pessoas para que eu ficasse contra elas só me fez ver que realmente nada é o que realmente aparenta. Fiquei meio perdida em meio aos venenos, mas neutralizei antes que fosse tarde demais. Então percebo como tantas pessoas fora de qualquer suspeitas cometem crimes e seus amigos e familiares ficam totalmente inertes, na realidade percebo a cada dia que passa que pessoas assim, que chegam como quem não quer nada, não são malucas, mas sim psicopatas as quais tem poder de manipular .
                          O som que a mascara fez ao cair no chão ainda ecoa em meus ouvidos, ainda me pergunto, porque você? Logo você! Hoje já nem sei se posso confiar em minha sombra, já nem sei mais quem é quem, você queria naja me fez repensar sobre todos a minha volta!

0 comentários :